Cidades Históricas - São Cristovão


São Cristóvão é um município brasileiro do estado de Sergipe, fundada por Cristóvão de Barros em 1 de Janeiro de 1590. Foi então a primeira capital de Sergipe sob a denominação de Cidade de São Cristóvão de Sergipe d'el Rei, centro inicial da colonização e organização da Capitania de Sergipe, até meados de 1855, sendo o título de capital, transferido para outra cidade. Possui o título de quarta cidade mais antiga do Brasil e da segunda urbe real mais antiga fundada por não portugueses.

A cidade possui a Praça São Francisco, fundada em 1607, reconhecida como Patrimônio Histórico da Humanidade em 1º de agosto de 2010 pela UNESCO, devido seu valor como documento histórico, paisagístico, urbanístico e sociocultural do período da União Ibérica e apresenta um conjunto monumental excepcional e homogêneo, composto de edifícios públicos e privados. O Museu Histórico de Sergipe, um prédio do século XVIII e abriga os principais elementos que ajudam a contar a história de Sergipe. O Museu de Arte Sacra, o terceiro mais importante do país neste tipo de acervo, tem aproximadamente 500 peças catalogadas, obras que vão do século XVII ao XX, por isso é considerado um dos mais completos e importantes do país. O museu foi o primeiro monumento tombado no Estado de Sergipe pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN em 1941. Depois temos a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Vitórias, Igreja do Rosário dos Homens Pretos e o Conjunto Carmelita (que conta com a Igreja e Convento do Carmo, e a Igreja da Ordem Terceira que é mais conhecida como Igreja de Nosso Senhor dos Passos) em 1943. Ainda naquele ano são tombados os sobrados de Balcão Corrido da Praça da Matriz, o da Praça de São Francisco e o da Rua Messias Prado. Em 1944, a Igreja e Antiga Santa Casa de Misericórdia, que hoje é o Lar Imaculada Conceição. E em 1962, a Igreja do Amparo dos Homens Pardos. Os diversos monumentos e edifícios tombados pelo IPHAN, desde 23 de janeiro de 1967, têm sido inscrita no livro de tombo arqueológico, etnográfico e paisagístico. Em nível estadual, São Cristóvão já havia sido elevada à categoria de Cidade Histórica pelo Decreto-lei nº. 94 de 22 de junho de 1938, guarda da fase colonial, além de igrejas e edifícios históricos.

Algumas especialidades da culinária dão identidade ao local, como os beijus de tapioca e as cocadas de forno, além das queijadas e os bricelets, este último biscoitos suíços feitos pelas freiras do Lar da Imaculada Conceição, antigo orfanato. A queijada, encontrada na Casa das Queijadas, é considerada o símbolo maior. Além de outros produtos à base de tapioca que também são bem conhecidos e muito apreciados pela qualidade como, o ‘sarolho’, o ‘beiju molhado’, o ‘pé de moleque’, o ‘má casado’, a ‘bolachinha de goma’ e as compotas de doces, produzidas pelas doceiras do povoado Cabrita de São Cristóvão. Em relação ao artesanato, conheça a Casa do Folclore Zeca de Norberto com um gracioso acervo artístico.

Horários

Sob Consulta

Pacote Inclui:

  • Transporte
  • Guia de Turismo

Faça sua reserva agora mesmo


Rua Dr. Augusto Cesar Leite, 38 Bairro Grageru
CEP 49025-450  - Aracaju - Sergipe
Telefone: (79)3042-1994

Desenvolvido por Soluções em TI
Todos os direitos reservados